Apanhar a lua

ponta lua n

Era uma vez uma menina que pediu ao pai que fosse apanhar a lua para ela.

O pai meteu-se num barco e remou para longe.

Quando chegou à dobra do horizonte pôs-se em bicos de sonhos para alcançar as alturas. Continuar a ler

Anúncios

Branca, a ratinha que não queria adormecer

rato-dormir-m

Todas as noites, Branca, a pequena ratinha, dava voltas na cama, e olhava com inveja para a amiga Rosa, que dormia profundamente, a seu lado. Rosa, sorridente no seu sono, era a rainha da terra! Continuar a ler

Aventura com asas

voar-cao-1-m

Não me recordo muito bem em que ano isto aconteceu. Mas sei que trazia vestido um casaco vermelho com botões de metal amarelo a que eu chamava «o meu casaco à marinheiro», um gorro branco com riscas azuis, um cachecol igual ao gorro e luvas. Luvas ou LUVA? O mais certo era ser LUVA porque eu perdia sempre uma delas, precisamente a da mão direita. Continuar a ler