A Casa da Poesia

eA poesia tem uma casa
como as pessoas têm,
só que é diferente,
só que tem espaço
para todos quantos
nela querem entrar
com a terna alegria
de quem a vai habitar.

É um casa sem portas nem janelas,
sem teto e sem cave,
pois assim tem mais espaço
para quem nela quer morar. Continuar a ler

Eu queria ser Pai Natal

 natal-mila-2-m

Eu queria ser Pai Natal
e ter um carro com renas
para pousar nos telhados
mesmo ao pé das antenas. 

Descia com o meu saco
ao longo da chaminé,
carregado de brinquedos
e roupas, pé ante pé. 

Em cada casa trocava
um sonho por um presente.
Que profissão mais bonita
Fazer a gente contente. 

Luísa Ducla Soares
Poemas da Mentira e da Verdade