A História da Vaca Glória

 

Já em criança a vaca Glória era mais gorda do que as outras vacas. E isto foi-se acentuando à medida que crescia. Os lábios eram carnudos, o nariz largo, a cabeça tão grande como uma abóbora (por acaso era até maior) e, ainda por cima, tinha umas pernas fortes,  pelos grossos e duros e  pés pesados. Continuar a ler

O Henrique é o Henrique

O Henrique é o Henrique

O que se passa com o Henrique?

O Henrique sabe como se sente e é dono dos seus sentimentos.

Ele diz “não” quando quer e “sim” quando lhe apetece.

O Henrique é amável com as raparigas e simpático com os rapazes.

Não fica corado, nem ri à toa.

Não é intrometido, nem tímido.

Sabe do que gosta e do que não gosta.

Nem sempre precisa de um amigo para brincar, nem de companhia para conversar.

Ri-se das coisas engraçadas e chora com coisas tristes.

Lê muito bem diante da turma e não se importa quando se engana.

O Henrique tem mais dificuldades a Matemática.

Joga ao ‘mata’ com uma mão.

Não se importa que se riam dele, que o arreliem ou o gozem.

O Henrique abre a porta e deixa passar primeiro os mais velhos.

Lembra-se de dizer ‘se faz favor’ e nunca se esquece de dizer ‘obrigado’.

O Henrique sabe reconhecer os seus erros quando faz alguma coisa mal.

O Henrique usa o cabelo direito, quando todos usam espetado.

Quando se usam calças apertadas, o Henrique veste calças largas. Quando as camisas azuis estão na moda, o Henrique usa encarnadas.

E que é o amigo mais disputado da escola?

O Henrique!

O Henrique é o Henrique e pronto!

Gill Pittar
Milly Molly – Tomo I
Rio de Mouro, Everest Editora, 2006