E viva a diferença

diferença 6

Naquele país havia uma cidade.
E nessa cidade havia uma escola.
Nessa escola, havia um recreio.
E, nesse recreio, estava uma criança sozinha: Lucien.
Mas tempos houve em que Lucien tinha um grupo… Até era ele o chefe!
Do seu grupo faziam parte a Anaïs, o Benjamin, a Judith, o Jérôme, o Lâo, o Loïc, o Manuel, a Karina e o Mathieu.
Mas agora já nada é assim.
E querem saber porquê?

Continuar a ler

A maçã verde

m

Este é o meu segundo dia na minha nova escola, no meu novo país.
Hoje não vai haver aulas porque vamos para o exterior. Mas os outros dias não serão como este. Amanhã voltarei para a aula em que irei aprender a falar Inglês.
As mães conduzem-nos para um atrelado cheio de feno. Subimos e encostamo-nos aos fardos de feno. O carro é puxado por um trator e todos somos sacudidos de um lado para o outro. Continuar a ler

O dia em que choveram corações

j

O dia em que choveram corações

Certo dia, começaram a chover corações e Cornélia Augusta apanhou um deles.
E depois outro e mais outro.
Como não eram pesados, a menina foi recolhendo mais alguns.
“Devemos estar perto do Dia de São Valentim,” pensou.

Cornélia Augusta decidiu fazer postais com os corações que tinha apanhado.
Observando-os de todos os ângulos, reparou que os corações eram todos diferentes. E pensou logo que postais se adequariam melhor a cada um dos seus amigos. Continuar a ler

A três não há frio!

3

A três não há frio

Chegou o inverno e está muito frio. Em casa de Piquepique, o ouriço-cacheiro, o aquecimento não funciona.
Ainda por cima, como já é de noite, o eletricista só amanhã é que poderá vir arranjá-lo.
De repente alguém bate à porta:
Truz, truz.
― Quem é? ― pergunta Piquepique.
― Sou eu, o teu vizinho Quebra-Nozes… o esquilo! Não tenho aquecimento. Podes albergar-me por esta noite?
― Oh, meu amigo, o meu aquecimento também não funciona! Estava mesmo a pensar ir passar a noite a tua casa! Mas entra, entra, és muito bem-vindo. Assim já somos dois e podemos aquecer mais ― responde Piquepique. Continuar a ler

A Tia Odete aprende a tricotar – Milly e Molly – slideshare

Tia Odete.jpg

A tia Odete tem a melhor horta do mundo. Todos os legumes que possas imaginar crescem em filas muito ordenadas.

Certo dia, Milly e Molly encontraram a tia Odete junto dos tomateiros. Não conseguia mexer-se e queixava-se muito baixinho. E Milly e Molly foram logo chamar o médico.

— Tia Odete — disse o Doutor Sorriso — a senhora partiu a perna. Daqui a seis semanas já pode andar outra vez.

— Seis semanas! — lamentou-se a tia Odete. — Não posso abandonar a minha horta durante seis semanas! Continuar a ler o slideshare >