Sobre contadores.destorias

Contadores d’Estórias é um grupo de professores de diversos graus de ensino (do básico ao superior) empenhado em incentivar o gosto pela leitura. Esta iniciativa não tem qualquer interesse financeiro e a apresentação destas histórias é feita apenas por motivos pedagógicos. estorias.em.portugues@gmail.com

A Bolsa Amarela – Obra de leitura seguida

menia lápis escrever m

A Bolsa Amarela é a história de uma menina que entra em conflito consigo mesma e com a família ao reprimir três grandes vontades (que ela esconde numa bolsa amarela) – a vontade de crescer, a de ser garoto e a de se tornar escritora. A partir dessa revelação – por si mesma uma contestação à estrutura familiar tradicional em cujo meio “criança não tem vontade” – essa menina sensível e imaginativa nos conta o seu dia a dia, juntando o mundo real da família ao mundo criado por sua imaginação fértil e povoado de amigos secretos e fantasias. Ao mesmo tempo que se sucedem episódios reais e fantásticos, uma aventura espiritual se processa, e a menina segue rumo à sua afirmação como pessoa. Continuar a ler

O caderno estragado

pinterest caneta p

Bárbara estava furiosa. Já tinha o dia inteiro estragado. Não, o ano inteiro!

Começara o novo ano escolar com cadernos novos, lápis de cor novos e uma caneta de tinta permanente novinha em folha. Tomara a resolução de anotar e aprender tudo direitinho logo desde o primeiro dia. Principalmente em Alemão. A professora Joana tinha sido tão simpática! E não é que a Doli passou o tempo a segredar-lhe ao ouvido a letra daquela canção que decorara no verão? Claro que a professora Joana disse imediatamente: Continuar a ler

Pavaroti não quer cantar

foto pássaro amarelo_FotoSketcher

O canário Pavaroti só cantava se ninguém estivesse a ouvir. Os pais andavam deveras preocupados por ele nunca cantar e julgavam que era por não ser capaz.Um dia, resolveram levá-lo à consulta do famoso doutor Canticorum, perito em pássaros cantadores, que o examinou a fundo para ver se descobria algum problema. O médico mandou-o abrir a boca e dizer AAAAA, e depois OOOOO, a seguir UUUUU, e também EEEEE e, ainda por fim IIIII. Continuar a ler

André e o novo colega

andré

Veio para a escola um aluno novo. Chama-se Henrique. É diferente dos outros meninos. Precisa de ajuda para fazer algumas coisas. E para outras não.

Na escola Henrique não tem muitos amigos. Ninguém sabe como brincar com um menino que está numa cadeira de rodas…

Continuar a ler