A menina que queria tudo

 

menina-que-queria-tudo-m

 

Era uma vez uma menina pequena que, quando fazia alguma coisa, só pensava no que não podia estar a fazer naquele momento por estar precisamente a fazer outra coisa.

Estava em casa a brincar às casinhas, pensava que preferia estar a desenhar um urso. Estava a desenhar um urso, pensava que preferia estar a brincar às casinhas, e isso incomodava-a.

Estava a subir uma montanha e olhava para os vales, em baixo, e imaginava como seria bom, naquele momento, estar a tomar banho num lago.

Estava a nadar, olhava para as montanhas, e tinha pena de, naquele momento, não estar sentada no cume a olhar para baixo. No inverno pensava no verão, e no verão queria que fosse inverno. Se num cruzamento seguia para a direita, pensava em tudo o que estava a perder por não ter virado para a esquerda.

Fazia uma viagem a Paris, estava sempre a pensar no Rio de Janeiro. E assim continuou, dia após dia, até perceber que, por causa do seu mau humor permanente, tinha perdido todos os amigos.

Então, mudou.

Começou a apreciar cada momento, e tornou-se muito mais alegre.

Christina Zurbrügg