Tenta agora ser crescido – J. J. Letria

Não posso voltar a fazer estas asneiras…

Tenta agora ser crescido

Toma nota dos recados
que chegam a tua casa,
algo pode acontecer
se a mensagem se atrasa.

Não abuses do telefone
mesmo à mão de semear,
pois na hora da verdade
não serás tu a pagar.

Tenta agora ser crescido
e ouve o “rock” mais baixinho;
deixas o gato dormir
e não acordas o vizinho.

O que tu ouves aos berros
só serve para te excitar
quando afinal é de calma
que estamos a precisar.

Tenta agora ser crescido
mesmo que ainda o não sejas;
se quiseres, tu podes ser
tudo aquilo que desejas.

José Jorge Letria
Porta-te bem!
Porto, Ambar, 2003