As preocupações do Billy

As preocupações do Billy

Billy costumava andar preocupado.

O Billy preocupava-se com muitas coisas…

Preocupava-se com chapéus, e preocupava-se com sapatos.

O Billy preocupava-se com nuvens, e chuva e pássaros gigantes.

O pai tentava ajudar:

— Não te preocupes, rapaz — disse ele. — Nenhuma dessas coisas pode acontecer. É tudo imaginação tua.

A mãe também tentava ajudar.

— Não te preocupes, querido — dizia ela. — Nós não deixamos que nada te magoe.

Mas mesmo assim o Billy continuava preocupado.

A sua maior preocupação era ficar em casa de outras pessoas.

Uma noite, teve de ficar com a avó. Mas o Billy não conseguia dormir. Estava muito preocupado.

Sentiu-se um pouco idiota, mas por fim levantou-se e foi contar à avó.

— Que grande imaginação, querido — disse ela. — Quando eu tinha a tua idade também me preocupava. Tenho uma coisa para ti.

A avó foi ao quarto e voltou com uma coisa nas mãos.

— Estes são os bonecos das preocupações — explicou ela enquanto lhe mostrava uns bonequinhos coloridos do tamanho do dedo mindinho feitos de tecido. — Diz a cada um deles uma das tuas preocupações e põe-os debaixo da almofada. Eles preocupam-se por ti enquanto dormes.

O Billy contou todas as preocupações aos bonecos das preocupações.

E dormiu como um anjo.

Na manhã seguinte, o Billy foi para casa. Nessa noite, ele contou novamente todas as suas preocupações aos bonecos.

E dormiu como uma pedra.

Mas na noite seguinte o Billy começou a preocupar-se.

Ele não conseguia parar de pensar nos bonecos. Todas aquelas preocupações que ele lhes tinha dado…

Não lhe parecia justo.

No dia seguinte, o Billy teve uma ideia. Passou o dia a trabalhar na mesa da cozinha. Era um trabalho difícil e a princípio saía-lhe tudo mal e teve de recomeçar muitas vezes.

Mas por fim o Billy produziu algo muito especial…

Alguns bonecos das preocupações para os bonecos das preocupações.

Nessa noite, TODOS dormiram bem, o Billy e todos os bonecos das preocupações.

Anthony Browne
As preocupações do Billy
Lisboa, Kalandraka, 2006
adaptado